Musa by M. Davis


          "Sinto o teu gosto; teu cheiro acalma meus anseios impetuosos; tua pele sedosa valoriza-te e exalta-te como obra prima da ‘mãe vida’ que tramita ruas e vielas para o deleite de olhos despreparados e corações desamparados, que uma vez desavisados, resolveram em teu caminho passar.

(...)

          Digo-te, por fim, sem tremular o ‘Punho’, balbuciar ou mesmo trepidar as pálpebras, que meus sentimentos são verdadeiros e justos, assim como minha inspiração é modesta e transparente. A Ti, só tenho a agradecer e implorar que meus dias perdurem sem que, possa Eu, contá-los na memória ou marcá-los a lápis em superfície áspera ou aparência rugosa..."

0 pensamento(s) diverso(s):