I only care too

Sinto por qualquer coisa, qualquer coisa mesmo que eu te fiz, disse, não fiz. Você sabe o que eu sinto, pra mim é isso o que importa. E se você um dia esquecer disso, eu ainda estarei aqui sentindo o mesmo de sempre.
Não é que eu me preocupe com o que os outros acham que é normal, eu nunca fui de me preocupar com os outros. Eu me preocupo com você. Com o que você vai achar, como você vai lidar, tudo é você. E não, não é que eu me esforce pra agradar, eu só não sei mais como lidar. A distância sempre é um mal e agora não sei como agir.
Eu sei quando e o quanto minhas palavras doem, elas sempre foram meu escudo, sempre me protegeram quando não tive outras armas. Mas quando eu acho que ajo com brincadeira, as coisas fogem do meu controle e eu já nem sei mais o que eu disse.
O problema é que dói o teu jeito de agir, dói muito e você não sabe o quanto. Eu sei, não sou a única vítima nessa história toda e nem sou a única com sentimentos. Você sabe que por mais que aconteçam certas coisas, por mais que eu chore ou me machuque, uma coisa que eu não consigo é te odiar. Acho que nunca vou conseguir.

 “E era sempre, não foi por mal:
Eu juro que nunca quis deixar você tão triste...”
Acrilic On Canvas – Legião Urbana

6 pensamento(s) diverso(s):

Anônimo disse...

Nanda,

Acho que já falei que você é única. E sempre me perguntei como pôde em uma pessoa tão pequena Deus ter cololado tanto talento. O mundo precisava tanto de você que a natureza nem esperou que sua mãe descobrisse que você estava chegando... por isso você acabou nascendo em casa mesmo.
Em você descobri uma pessoa sensível, amável, inteligente, dôce... se engana quem pensa ter você frágeis pensamentos, e embora tente as vezes se esconder em uma pessoa 100% razão, no fundo o que move mesmo você é o Amor.
Parabéns por ser esse ser humano tão magnífico, sem máscaras, sem retoques, sem igual. Enquanto eu viver, 27 de Junho sempre será um dia muito especial.
Feliz Aniversário!

Gleisson

Fernanda Soares disse...

Obrigada!!

Maiara disse...

Então, sou nova por aqui, encontrei o seu blog na comunidade da ABL, na verdade eu revisei o seu texto cadastrado, o que vai ser postado amanhã em nosso blog. Mas não é como moderadora do projeto que eu estou aqui, é como admiradora de boa escrita. O seu texto me encantou, a história me prendeu, e não tive dificuldade alguma em continuar presa em seu enredo, apesar da extensão. E sobre esse texto, o achei bastante sentimental, e gosto de ler coisas assim, que vem de dentro e emociona.

Parabéns pelo espaço, já estou seguindo.

Beijos.

Vanessa disse...

Que lindo, sem mais palavras :)

Fernanda Soares disse...

Maiara, obrigada por suas palavras. Fico realmente grata em saber o quanto você gostou e de ver meu texto como referência em outro blog.
Beijos.


Vanessa, obrigada pelo seu comentário.
Beijos.

Anônimo disse...

Oi Nanda,

Passando pra dizer q estou com saudade de novos textos.... seus textos viciam, sabia?! Tenho medo que um dia tenha q pagar por eles. Felicidades...

Gleisson de Oliveira.